NOTÍCIAS

 

Hoje - SEXTA - FEIRA 24 de junho de 2016

Em plebiscito, Reino Unido decide deixar a União Europeia

Após o resultado do referendo, o primeiro-ministro britânico David Cameron renunciou ao cargo

A votação pela permanência ficou mais concentrada em grandes cidades inglesas

Foto: Hannah Mckay /Agência Lusa

O Reino Unido decidiu, nesta sexta-feira (24), em consulta à população, sair da União Europeia (UE). O Brexit, nome dado ao plebiscito que decidiu pela saída, um acrônimo de Britain Exit, teve 52% dos que querem deixar a UE contra 48% pela permanência.

Os mercados do mundo todo, especialmente os asiáticos, foram dominados pelo pânico diante do resultado favorável à saída do Reino Unido da União Europeia. A Bolsa de Tóquio iniciou recuando 8% e Hong Kong e Sidney, 3%. A libra esterlina caiu 11%, sofrendo a maior perda da história.

O resultado do referendo ainda terá de virar lei através do Parlamento britânico e entrar em vigor, mas a chance de alguma mudança são quase nulas. O processo de negociação da ruptura deve levar dois anos. 

De acordo com a autoridade eleitoral britânica, foram apurados os votos de 382 seções eleitorais. Participaram do referendo os habitantes da Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda do Norte.

A votação pela permanência ficou mais concentrada em grandes cidades inglesas, como Liverpool, Manchester e Londres, assim como na Escócia. Já no País de Gales e em cidades menores da Inglaterra, o voto pela saída foi majoritário.

Após o resultado do referendo, o primeiro-ministro britânico David Cameron renunciou ao cargo. Ele afirmou, em pronunciamento feito à imprensa, que o Reino Unido deve agora buscar um novo primeiro-ministro e disse que a sua substituição deverá ocorrer até outubro.

O premiê ressaltou que a vontade dos britânicos deve ser respeitada.

 

AGÊNCIAS

Senado entra com reclamação junto ao STF contra Operação Custo Brasil

Para a Casa, Gleisi Hoffmann foi vítima de uma atuação ilegal

Para a Casa, Gleisi Hoffmann foi vítima de uma atuação ilegal

Foto: Marcos Oliveira / Agência Senado /Agência Senado

O Senado Federal recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para anular os mandados de busca e apreensão cumpridos no apartamento funcional da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), durante Operação Custo Brasil.

O questionamento foi motivado pela prisão do ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo, marido da senadora. Pela manhã, Bernardo foi preso no apartamento funcional da parlamentar, em Brasília.

Na petição, a advocacia do Senado sustentou que o juízo da 6ª Vara Federal de São Paulo, responsável pela operação, não poderia ter determinado o cumprimento dos mandados na residência funcional da senadora, por se tratar de uma extensão das dependências do Senado, cuja atribuição seria da Corte Suprema. Para a Casa, Gleisi foi vítima de uma atuação ilegal.

“Demonstra-se que houve grave imprudência – senão dolo – na decisão impugnada, que, com plena ciência acerca das repercussões da busca e apreensão para pessoa sujeita ao foro por prerrogativa de função perante o Supremo Tribunal Federal, ainda assim determinou essa diligência – em imóvel dos próprios do Senado Federal, sujeito, portanto, à imunidade de sede constitucional –, em clara violação à regra de competência constitucional do STF”, argumentou o Senado.

Na decisão sobre a busca e apreensão de documentos e a prisão, o juiz Paulo Bueno de Azevedo determinou aos agentes da Polícia Federal que, em função do foro privilegiado, eventuais provas encontradas contra a senadora sejam encaminhadas ao Supremo. No despacho, o magistrado também ressaltou que Gleisi não é investigada e, portanto, a busca no apartamento funcional não é óbice às investigações da primeira instância.

As suspeitas envolvendo Paulo Bernardo surgiram na Operação Lava Jato e foram remetidas ao Supremo. Em setembro do ano passado, a Corte enviou a investigação para a Justiça de São Paulo, por entender que os fatos não fazem parte apuração daLava Jato.

De acordo com a investigação, o ex-ministro Paulo Bernardo recebia recursos de um esquema de fraudes no contrato para gestão de empréstimos consignados no Ministério do Planejamento. Os serviços da Consist Software, contratada para gerir o crédito consignado de servidores públicos federais, eram custeados por uma cobrança de cerca de R$ 1 de cada um dos funcionários públicos que solicitavam o empréstimo. Desse montante, 70% eram desviados para empresas de fachada até chegar aos destinatários, entre eles o ex-ministro.

Em nota, advogados do ex-ministro informaram que o "Ministério do Planejamento se limitou a fazer um acordo de cooperação técnica com associações de entidades bancárias, notadamente a ABBC e SINAPP, não havendo qualquer tipo de contrato público, tampouco dispêndios por parte do órgão público federal. Ainda assim, dentro do Ministério do Planejamento, a responsabilidade pelo acordo de cooperação técnica era da Secretaria de Recursos Humanos e, por não envolver gastos, a questão sequer passou pelo aval do ministro."

Em nota, o PT, que também foi alvo de busca em sua sede nacional em São Paulo, classificou a operação como “desnecessária e midiática”. “O PT, que nada tem a esconder, sempre esteve e está à disposição das autoridades para quaisquer esclarecimentos”, declarou o partido.

AGÊNCIA BRASIL

Empresa suspeita de distribuir água contaminada engarrafa 4 marcas

Sócios e químico da empresa foram presos; indústria foi interditada

Foto: Fernando Gomes /Agencia RBS

Saiba maisA empresa Mineração Campo Branco, investigada pelo Ministério Público (MP) suspeita de operar esquema de distribuição de água contaminada, engarrafa quatro rótulos diferentes. As marcas Carrefour, Biri Biri, Roda D´Água e Água do Campo Branco são distribuídas em todo o Estado. A água ainda é oferecida em viagens pela companhia aérea Azul.

operação conjunta entre MP, Receita Estadual, Vigilância Sanitária e Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) prendeu dois sócios e o químico da empresa e interditou a indústria provisoriamente. Exames detectaram coliformes e apontaram para a presença da bactéria Pseudomonas aeruginosa, que  é causadora de infecções respiratórias, urinárias e da corrente sanguínea em pessoas já com a saúde debilitada. 

Com sede em Progresso, a engarrafadora de água tinha a licença de operação da Fepam vencida desde 2013. Ainda segundo os investigadores, havia um curso d´água a 10 metros da fonte de captação, enquanto a Fepam determina que a distância mínima é de 30 metros. Além disso, durante a ação, os órgãos descobriram uma segunda fonte, sem autorização de funcionamento.

O esquema contava com o envolvimento do chefe da 16ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), Vitor Hugo Gerhardt. Segundo o promotor Mauro Rockenbach, o coordenador foi indicado ao cargo pelo PMDB, mesmo partido dos sócios da empresa. O MP pediu o afastamento dele do cargo. A Secretaria de Saúde abriu sindicância para apurar o caso e afastou o funcionário até o fim da investigação. 

"Em razão dessa indicação, ele deixava de cumprir com a sua função. Por duas vezes deixou de interditar o local. Fazia vista grossa", explica o promotor. 

Os problemas foram constatados pela vigilância sanitária local em julho 2015. A interdição da empresa proposta inicialmente, no entanto, foi substituída por um auto de infração. O valor da multa estipulado em R$ 20 mil foi reduzido para R$ 2 mil. A engarrafadora ainda sonegou, comprovadamente, R$ 3,2 milhões em tributos estaduais. 

Conforme o promotor, o MP vai apresentar a denúncia contra os sócios e o químico na próxima semana. Eles serão denunciados pelos crimes de organização criminosa e venda de alimentos impróprio para o consumo. Já o servidor da saúde deve responder por prevaricação.

A empresa informa que, antes mesmo do vencimento da licença, já tinha um protocolo de renovação, mas a Fepam não realizou a vistoria. Ainda destaca que a licença de Operação do Município é válida até 2018 e nega qualquer envolvimento com o chefe da coordenadoria.

Exames apontaram problema nos lotes 410 e 421, de 2015, e 028 e 272, esses últimos de água mineral com gás de 1,5 litro, com validade até setembro de 2016.

GAÚCHA

Inter sai na frente, mas cede empate ao Coritiba no Couto Pereira

Colorado desperdiçou chance de colar no líder Palmeiras

Foto: Ricardo Duarte  / Internacional/Divulgação

O Internacional jogou fora de casa como se estivesse no Beira-Rio, mas acabou com um empate em 1 a 1 contra o Coritiba, no Couto Pereira, na noite desta quinta-feira (23). O time de Argel termina essa rodada com 20 pontos. 

A postura do time em busca da liderança do campeonato foi muito bem observada. os comandados de Argel não se intimidaram e buscaram o jogo durante todo o jogo. 

Sasha e Anderson tiveram ótima atuação e o primeiro gol colorado saiu justamente com o camisa 8 do Inter após cobrança de lateral de Geferson. Aos 33 do primeiro tempo, Anderson aproveitou essa sobra de Ernando e tocou de cabeça para abrir o placar no Couto Pereira.  

 

Após isso, durante o restante do primeiro tempo, Anderson chegou a criar outras oportunidades, mas não conseguiu ampliar. A boa notícia foi que a equipe não chegou a ser ameaçada pelos donos da casa. 

Na segunda etapa, Ferrareis mostrou qualidade na marcação e fez com que o Coritiba invertesse muitas de suas jogadas, abrindo bastante pelos lados e facilitando a marcação do colorado.  

Aos 24 da etapa final, o gol de empate foi como um balde de água fria nos planos do Inter. Nery Bareiro aproveitou cobrança de escanteio de leandro e igualou o placar. 

Argel colocou em prática tudo que pode, mas não foi conseguiu marcar o segundo gol e ainda foi obrigado a suportar a pressão adversária, mesmo o Coritiba com um homem amenos após expulsão do autor do gol, Nery.


Público pagante 🚶 8.798 
Público total 🏃 9.535 
Renda 💲 182.630,00

GAÚCHA

Grêmio falha e perde para o Vitória dentro da Arena

Tricolor perdeu chance de encostar na liderança

Foto: Lauro Alves /Agencia RBS

O Grêmio sofreu com suas falhas e também com as falhas da arbitragem. A derrota para o Vitória por 2 a 1 na noite desta quinta-feira (23), foi muito sentida pelos jogadores e torcedores que estiveram na Arena.  

A noite tricolor não começou da forma quem era esperada. As falhas já observadas em outras partidas se juntaram ao péssimo desempenho da arbitragem, continuaram para o resultado desta quinta-feira. 
 
Aos 25 do primeiro tempo, após falha na bola aérea, Kieza abre o placar após cruzamento de Diego Renan.  

 

Cinco minutos depois do primeiro gol sofrido, Bressan cometeu pênalti e foi expulso. O lateral Diego Renan, que havia dado a assistência no primeiro gol, bateu de perna direita e ampliou para 2 a 0.   

 

Roger fez tudo que pode, mas na primeira etapa, a situação não se modificou e as poucas chances que o Grêmio teve não foram aproveitadas.  

Na segunda etapa, o Grêmio voltou mais focado e mostrando suas armas mesmo com um homem a menos. Jailson entrou no lugar de Ramiro e colocou mais velocidade ao setor ofensivo.  

Aos 10 minutos de jogo, com um golpe de sorte, o Grêmio descontou merecidamente após tudo que já tinha criado. Edilson fez um cruzamento pelo lado direito e com uma infelicidade, o goleiro Fernando pulou de soco para afastar a bola, mas ela rebateu no rosto do zagueiro Victor Ramos e entrou no gol. 2 a 1 para o Vitória. 

 

No minutos finais de jogo, a equipe tricolor contou com ótimas oportunidades. Bola na trave, ataques velozes e até uma chance clara com Luan, que recebeu na intermediária, avançou até a entrada da área e acabou chutando para fora ao tentar tirar do goleiro.  

A reação não teve efeito e o Grêmio acabou perdendo para o Vitória por 2 a 1 dentro da Arena. 

GAÚCHA

 

Fonte: agencia nacional

Postada em: 24/06/2016

 

 

Comentários

 

PEDIDOS

NOME

CIDADE / ESTADO

PEDIDO

TOP 10

1

COMO CHOREI (EDUARDO COSTA )
LEONARDO

2

CHUVA DE ARROZ
LUAM SANTANA

3

HOMEM NÃO CHORA
GUILHERME E SANTIAGO

4

Sapequinha
EDUARDO COSTA

5

Maus Bocados
CRISTIANO ARAUJO

6

Se você voltar (Part César Menotti Fabiano)
BRUNA VIOLA

7

AGORA
BRUNO E MARRONEY

8

RÉU APAIXONADO
TEODORO E SAMPAIO

9

HOJE EU TÔ TERRIVEL
CRISTIANO ARAUJO

10

MUDANDO DE ASSUNTO
HENRIQUE E JULIANO

 

 

PARCEIROS

 

Rádio São Marcos FM.